14.2.10

17 anos mais uma vez!

Amanhã, 15/2, faço aniversário outra vez. Como já é de conhecimento geral, terão 17 velinhas no meu bolo nega maluca (que vou começar a fazer daqui a pouco pra levar pro trabalho amanhã).

Sim, parei nos 17 anos e não saio deles até que me pareça conveniente. Tampouco é necessário chamar o Freud pra entender o porquê. Não estou em crise de meia idade. Tudo bem, eu confesso: às vezes bate uma 'crisesinha' de leve quando vejo que estou começando a ter linhas mais fundas no pescoço (princípios de chicken neck) e alguns sinais no rosto que não costumavam viver ali. Mas não é nada disso. Permanecer nos 17 é uma escolha:

1. Aos 17 foi quando saí de casa. Sigo fora de casa desde então... bem... talvez hoje um pouquinho mais distante que os 126km que separam Cruz Alta de Santa Maria no interior do RS, mas ainda sim, continua sendo longe.

2. Não sei dirigir. Hoje em dia a maioria da gurizada faz a carteira na semana que completa 18 anos. Isso não era possível na época, já que entre as duas graduações na UFSM, a bolsa de pesquisa, mais dois empregos mal sobrava tempo de comer. Isso deve mudar logo, porque me inscrevi pra aulas de direção em outubro do ano passado. Assistir apenas 3 aulas teóricas em 5 meses não oferece muita perspectiva de uma carteira de motorista num futuro próximo, mas... talvez um dia possa completar as aulas, tirar a carteira, e fazer 18 anos.

3. Quero seguir com 17 pela ilusão de que não teria muitas responsabilidades e tanta pressão nessa idade. Detesto psicologia barata, mas talvez um dia funcione. Bah, isso seria motivo pra chamar o Freud.

4. Acima de tudo, sempre achei que a idade representa muito pouco a personalidade ou experiência de cada pessoa. Não creio que conte muito como maturidade. Por isso, adoro essa frase do livro 'Fareinheit 451', de R. Bradbury, dita no livro pela personagem Clarisse:

"I'm seventeen and I'm crazy. My uncle says the two always go together. When people ask your age, he said, always say seventeen and insane".
(Tradução: "Tenho 17 anos e sou louca. Meu tio falou que os dois vão sempre juntos. Quando as pessoas perguntarem pela tua idade, ele disse, sempre responda 'dezessete e maluca'.)

Adoro o sarcasmo da frase: é como se estivesse dizendo "Não interessa". =)

Por isso, sigo com 17, mesmo que seja pelo 10° ano consecutivo. Presentes são bem vindos.

Ah! Um feliz carnaval, àqueles que gostam!

2 comentários:

Fabi disse...

bonita parabéns com atraso :) eita que legal que tá vindo ao Brasil.Caso passe pelo nordeste dá um toque! bjsssssssss

Anônimo disse...

hallo Ali
também sou gaúcha e estou morando em freiburg
criatura, onde é que eu posso comprar erva mate che?!

fico muito faceira com uma resposta rápida
cumprimentos gaudérios

carolinapastoriz@hotmail.com