7.8.10

A grama do vizinho nem sempre é mais verde.

Às vezes me passo um pouco da linha, me permito ir clicando, clicando, e acabo em outros blogs de gente que não conheço. Geralmente não faço isso. Uso a internet pra ver um par de coisas, que são mais ou menos fixas, e em sua ordem.: e-mails, orkut, facebook (só as minhas contas, a dos outros eu mal olho), jornais do Brasil, da Espanha, alguns jornais do mundo, Amazon.co.uk, e sites de spoilers das séries de TV que gosto (atualmente: Bones, Fringe, Glee, Big Bang Theory e Grey's). Não vou dizer em voz alta que assisto os capítulos por que pode me gerar problema. Ups. Ah claro, alguma e outra receita, dependendo do que tem na geladeira e no balcão, quando meus livrinhos lindos de culinária não dão pro gasto. Não fico bisbilhotando e testando os limites da internet, não tenho paciência.

Quase sempre é isso. Mesmo no Youtube, o que vejo é sobre as séries, ou algum clipe de música que me vem na cabeça e não quero comprar a música no iTunes. Ou receitas, outra vez. Mas não saio muito do meu mundinho virtual cotidiano. Sou uma constante. Por isso, quando vejo outros blogs, fico impressionada. Como as pessoas encontram templates tão bonitos? Como sabem tanto de literatura, música, filme, teatro, e filosofia? Como arrumam as seções tão bem nas laterais do blog, e inserem tantas applications legais, ou conhecem links super interessantes? E como escrevem coisas tão criativas, cool e trendy? Acima de tudo: daonde tiram tempo pra fazer tudo isso, pelamordedeus?

Me intriga e me fascina. O que me intriga é a capacidade das pessoas de assimilarem tão bem todas as ferramentes que os blogs te oferecem, e escreverem blogs lindos e super interessantes a ponto de terem centenas de seguidores! Bem, por outro lado me assusta a minha inabilidade de fazer o mesmo. Não de ter seguidores (hauhauahauha - sim, só o que faltava: resolver a essas alturas que necessito de fama e estrelato virtual!), mas de ter tools/programinhas que fizessem mais simples isso de colocar as histórias e fotos nos posts do blog, por exemplo. Mas o que fascina é a criatividade dessa gente, a articulação das palavras, o uso do português/inglês, poesia, figuras... tá louco. Blogs são muito legais, que bom que existem.

Minha filosofia pessoal é a do "less is more" - nada de blog super fancy que vai me trazer mais trabalho - isso somado com uma falta de tempo crônica de me dedicar a qualquer outra coisa (3 aulas teóricas em 8 meses pra tirar a carteira de motorista pode ser um bom exemplo). Acho que não vai rolar um Oscar de melhor blog de relatos e fotinhos que me garantiria uma estrela dourada na calçada da fama (damn!). Que bom que os demais blogueiros estão felizes em repartir com o mundo a sua criatividade a full power. Muito obrigada.

Melhor coisa a fazer, Aliandra: assistir Glee e deixar de bisbilhotar nas coisas dos outros!

2 comentários:

Carlos Vogel disse...

Legal Ali, as vezes eu também fico bisbilhotando os blogs alheios e descobrindo ferramentas interessantes que não existem no meu, mas o que mais me deixa frustrado com relação ao meu blog é não ter tempo pra escrever mais constantemente...

Ali disse...

Oi Carlos, pois é, comigo tb passa o mesmo. Às a gente até tem umas histórias legais pra contar, mas e o tempo?